Google+ Badge

sábado, 25 de fevereiro de 2012


Professor Fernando

Professor Fernando
17/02/12  01h50m

A Greve da PM

Durante 12 dias, a Bahia ficou no noticiário Nacional, diariamente com a deflagração  da greve que como as duas anteriores (1981-2001) ficou na memória de  todos os baianos e brasileiros, em vista da repercussão e radicalismo das lideranças das mesmas. Em 1981, morreram em confronto com forças federais, policiais militares. Em 2001, durante duas semanas de greve, Salvador e Região Metropolitana, acumulou 221 mortes, na gestão do ex-governador Cézar Borges.
A invasão da Assembléia Legislativa da Bahia, a permanência de 260 policiais amotinados, a intransigência do governo Baiano e a violência, como conseqüência da ausência das forças de segurança pública, causando cerca de 180 mortes em Salvador e Região Metropolitana durante 12 dias. O Estado do caos se instaurou na Bahia e a resposta veio de pronto emprego com o envio da Força de Nacional  de Segurança e o  Exército Brasileiro, operando nos preceitos Constitucionais no que lhe é de Direito.
Uma das principais reivindicações dos policiais militares em greve na Bahia, é a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição 300/2008 que  eleva os vencimentos da categoria a cerca de R$ 3,5 mil, segundo estimativas do autor da matéria, deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP).
A PEC estabelece que a remuneração dos policiais civis e militares e bombeiros dos estados não poderá ser inferior à da Polícia Militar do Distrito Federal, mas esbarra nas restrições orçamentárias dos estados da federação e na dificuldade de se definir a fonte de recursos para o pagamento desse piso.
Há quatro anos em discussão no Congresso Nacional, a proposta está atualmente na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados. Está apensada à PEC 41/08(PEC 446/09 na Câmara), do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), que institui o piso salarial para os servidores policiais, a ser financiado por fundo criado pela União para esse fim.
Enquanto isso, a pressão dos trabalhadores da segurança pública aumenta. Em agosto de 2010, a PEC 300 chegou a ser incluída na pauta do Plenário da Câmara dos Deputados, mas não foi apreciada. Revoltados, os manifestantes entraram em confronto com os policiais legislativos.
Desde o dia 31 de janeiro, o centro da tensão é o estado da Bahia, em que policiais grevistas ocupam a sede da Assembléia Legislativa, cercados por militares do Exército. Eles reivindicam aumento salarial e a incorporação de gratificações aos salários. Sem policiamento, o estado registra elevados índices de criminalidade.
Senadores e deputados se articulam para contribuir com o fim da crise na segurança pública em todo o país. No Senado, a Subcomissão de Segurança Pública se reuniu na tarde desta terça-feira em busca de soluções.
Enquanto, Política Pública, a Segurança é uma obrigação de todos e dever do Estado. A falta de investimentos (salários, aperfeiçoamentos, Inteligência equipamentos e aprimoramentos),  sem dúvidas, iremos presenciar mais desordens e quebra de ordem pelo País afora.  As Polícia Militares brasileiras  funcionam e operam numa ótica de Segurança Pública, numa doutrina de Segurança Pública das décadas de 70/80 e 90 do século XX, com resquícios do período de 64/85.
É uma área que está na mão da manipulação de Políticos, do Crime Organizado e outros escusos interesses pois, baixos salários, falta de qualificação, termina levando o aliciamento para a corrupção e o fortalecimento de perpetuação do crime  e altos índices de violência no Brasil.
Paulo Afonso, quase que sofreu  pânico na ausência de forças de segurança pública nos primeiros momentos da greve. De imediato,  por conta do movimento grevista em Paulo Afonso, a 1ª CIA de Infantaria do Exército Brasileiro, entra em ação sob  o comando do  Major-comandante, Angrizani, proporcionando, ao longo de 12 dias,  a todos paulafonsinos e paulafonsinas a certeza da  segurança, calma e tranqüilidade de nossa querida cidade..
Pensar a Segurança Pública é pensar em todos. Valorizar a segurança Pública passa pela valorização humana, em primeiro lugar, com salário digno e justo  e crença naquilo que está exercendo no bem de toda Sociedade brasileira.
Nossos policiais merecem respeito e aplauso. Merecem futuro!!!


Professor Fernando: Professor Licenciado da Academia da Polícia Militar da Bahia, Especialista em Política e Estratégia, Ex-coordenador do Curso de Política e Estratégia em Paulo Afonso, ex-professor da Uneb Campus VIII, Licenciado em História, Licenciado e Bacharel em Filosofia, Licenciando em Sociologia e Mestrando em Ecologia Humana pela Uneb-Bahia, campus VIII.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Vânia Abreu - As quatro estações

Flávio Venturini - Noites com sol

Quando você chegou - Flávio Venturini

Clube da Esquina II - Flávio Venturini


Morta há 32 mil anos, uma flor do Ártico renasce

Semente de planta da Idade do Gelo é recuperada por cientistas russos em toca de esquilo

Publicado:
Atualizado:
RIO - Diversas plantas foram geradas a partir do fruto de uma pequenina flor do Ártico que morreu há 32 mil anos, segundo anunciou ontem um grupo de cientistas russos. O fruto foi guardado por um esquilo em sua toca na tundra, no noroeste da Sibéria, onde passou milhares de anos congelado até ser desenterrado pelos especialistas há alguns anos. As plantas são parecidas com a atual Silene stenophylla.
Esta seria a mais antiga planta recuperada por meio de tecido antigo. Até agora, o recorde era de uma palmeira, gerada a partir de uma semente de 2 mil anos, recuperada numa antiga fortaleza em Masada, em Israel.
Sementes e determinadas células podem durar por milhares de anos sob determinadas condições climáticas, mas muitas alegações de longevidade extrema não resistiram a um exame mais minucioso e biólogos aguardam confirmações independentes do estudo. Histórias de trigo crescendo a partir de sementes achadas em tombas de faraós já foram desacreditadas, por exemplo. Sementes de um tipo de ervilha supostamente de dez mil anos atrás foram achadas em uma mina de ouro soterrada em Yukon, no Canadá. Mas as sementes, datadas posteriormente pelo método do radiocarbono, revelaram-se modernas.
A despeito da polêmica, a nova descoberta está calcada em uma datação de radiocarbono acurada. Um caminho similar de investigação do passado distante, o do DNA antigo, foi primeiro desacreditado depois que o anúncio de um DNA de dinossauro se revelou falso. Mas agora, com métodos mais modernos, produziu excelentes resultados na reconstituição do genoma do Neandertal.
O novo estudo, feito por um grupo coordenado por Svetlana Yashina e Dadiv Gilichinsky, do Centro de Pesquisa Pushchino, da Academia de Ciências da Rússia, foi publicado na última edição da “Proceedings of the National Academy of Sciences”, a PNAS.
— Trata-se de um incrível avanço — afirmou Grant Zazula, do Programa de Paleontologia de Whitehorese, no território Yukon, no Canadá, que revelou que as sementes encontradas na mina canadense eram modernas. — Não tenho dúvidas de que se trata de uma descoberta legítima.
Mas o estudo russo deve demandar muitos pedidos de novas provas de legitimidade.
— Está muito além do que esperávamos — afirmou Alastair Murdoch, especialista em sementes da University of Reading, no Reino Unido. — Quando as sementes ficam expostas a 7 graus Celsius negativos, depois de 160 anos, apenas 2% delas ainda são capazes de germinar.
As sementes usadas no estudo estavam estocadas em tocas de esquilos e ficaram durante todo esse tempo congeladas a temperaturas de 7 graus negativos.

POSTADO PELO PROFESSOR FERNANDO


domingo, 19 de fevereiro de 2012

Fagner e Zeca Baleiro - Dezembros

Guilherme Arantes - O Melhor Vai Começar (acústico)


Antiga sede da câmara de vereadores será sede da Academia de Letras de Paulo Afonso

O prédio onde ocupou a antiga Câmara de vereadores servirá de sede para a Academia de Letras da cidade fundada em 15/12/2005. O prefeito Anilton Bastos Pereira, falou no dia 13 de janeiro para o professor José Fernando (membro da academia) que o local será reformado para dar suporte a Academia de Letras.
 
Além da Academia, o espaço da antiga Câmara também será sede do Instituto Geográfico Histórico da Micro Região de Paulo Afonso, bem como do Arquivo Público Digital. Os critérios usados para escolha dos membros da Academia são avaliados pelos trabalhos prestados a cidade ligados a cultura. Atualmente 13 das 21 Cadeiras da Instituição já estão ocupadas. A iniciativa da Prefeitura de Paulo Afonso em estruturar e apoiar a Academia Pauloafonsina de Letras vem para engrandecer, apoiar e resgatar a cultura da cidade que é tão rica e ao mesmo tempo tão desvalorizada.
 
O acervo cultural de Paulo Afonso é imenso, porém falta incentivo e apoio, principalmente financeiro para suporte por parte das autoridades cabíveis da cidade, quem sabe este seja o primeiro passo rumo a redenção cultural de Paulo Afonso.
Veja abaixo os ocupantes das cadeiras da Academia Pauloafonsina de Letras:
Francisco Araújo (Presidente), Fernando Silva (Vice-Presidente) Sandro Gomes, Edson Barreto, Socorro, João S Lima, Roberto Ricardo, Gilmar Teixeira, Socorro Mendonça, Jovelina Ramalho, Juracy Marques, Antônio Galdino, Glória Lira.

Postado pelo professor Fernando

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012



Academia de Letras de Paulo Afonso reúne-se e planeja ações para 2012

Antônio Galdino
Imortais da Academia de Letras de Paulo Afonso reunem-se na Sala dos Visitantes
No dia 30 de janeiro a Academia de Letras de Paulo Afonso – ALPA – reuniu-se na Sala dos Visitantes, na Praça das Mangueiras quando foram discutidas algumas ações previstas para o ano de 2012.
A reunião foi dirigida por Francisco Araújo, seu presidente, e contou com a presença dos acadêmicos Glória Lira, João de Souza Lima (Tesoureiro), Fernando Silva (2º vice-presidente), Sandro Gomes (1º vice-presidente), Oscar Silva, Antônio Galdino, Roberto Ricardo e Edson Barreto (Secretário) que deliberaram sobre atividades como a interação junto ao Prefeito Municipal no sentido de consolidar a liberação de espaço, onde antes funcionou a Câmara Municipal de Paulo Afonso e a Escola de Artes para sediar o Centro de Documentação Histórica ou Arquivo Público Municipal, que deverá reunir todo o acervo histórico do município, (vídeos, fotos, documentos históricos, livros), o Instituto Geográfico e Histórico – IGH, presidido pelo Professor Roberto Ricardo e a ALPA.
A assembleia da ALPA também discutiu a busca de parcerias com a Chesf, empresários e Prefeitura no sentido de patrocinarem a publicação de novos livros e reedições de livros de autores pauloafonsinos.
Outro importante assunto apresentado na reunião pelo acadêmico Sandro Gomes foi a busca do reconhecimento da ALPA como entidade de utilidade pública a nível municipal, estadual e federal, considerando que ela já existe no município desde outubro de 2006, há mais de cinco anos.
Parceria com a Academia de Letras da Bahia foi articulada pelo acadêmico Prof. Fernando Silva, em recente viagem que fez em Salvador.
Foi criada uma comissão para a elaboração do Regimento Interno da ALPA que disciplinará, dentre outras coisas, o critério de ingresso de novos membros na Academia, cronograma de reuniões periódicas e a realização de congressos, seminários e encontros de maior porte.
Já ficou definido que a data das reuniões da ALPA será sempre a última segunda-feira de cada mês, sendo a do mês de fevereiro marcada para o dia 27/02.
Foi também aprovada a taxa de contribuição mensal de cada acadêmico, no valor de R$20,00. Nesta reunião o acadêmico Prof. Antônio Galdino propôs uma homenagem ao Sr. Diogo Andrade Brito, falecido no dia 29/01. A Moção de Pesar foi aprovada por unanimidade.

POSTADO PELO PROFESSOR FERNANDO

Supremo decide pela validade da Lei da Ficha Limpa


Por 7 votos a 4, os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiram nesta quinta-feira (16) pela constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa, que determina a inelegibilidade, por oito anos, de políticos condenados em segunda instância, cassados ou que tenham renunciado para evitar a cassação, entre outros.
Com a decisão, a lei já vale para as eleições municipais deste ano.
Supremo retoma julgamento sobre validade da Ficha Limpa
A maioria foi atingida com o voto do ministro Ayres Britto, segundo a votar na sessão de hoje, depois de Ricardo Lewandowski, que abriu a sessão. Ambos acompanharam Joaquim Barbosa, que julgou a lei completamente constitucional. Também seguiu o entendimento de Joaquim a ministra Rosa Weber.
Britto elogiou a lei, que nasceu da assinatura de mais de 1,3 milhão de eleitores. "A iniciativa popular plenifica a democracia, o que confere à lei, se não a hierarquia maior, um tônus de legitimidade ainda maior, ainda mais denso. Essa lei é fruto do cansaço, da saturação do povo com os maus tratos infligidos à coisa pública."
Nelson Jr./Divulgação STF
Ministro Ayres Britto durante o julgamento da Lei da Ficha Limpa; maioria do Supremo votou pela validade da regra nas eleições
Ministro Ayres Britto durante o julgamento da Lei da Ficha Limpa; maioria do Supremo votou pela validade da regra
Os ministros Luis Fux e Cármen Lúcia também foram favoráveis à lei, apesar de terem feito uma pequena ressalva quanto ao tempo de inelegibilidade no caso de condenação criminal.
Marco Aurélio foi o último a votar favoravelmente à constitucionalidade da lei, mas contrariamente à sua retroatividade, ou seja, contra a aplicação das regras criadas pela Lei da Ficha Limpa a fatos anteriores à sua edição.
A tese de que a Lei da Ficha Limpa ofende o princípio da presunção da inocência --por tornar inelegível o candidato condenado por decisão da qual ainda pode recorrer-- foi refutada pelos ministros.
"Estamos diante de uma ponderação entre dois valores constitucionais de mesmo nível [a presunção de inocência e a vida pregressa do candidato]. A Lei da Ficha Limpa busca proteger os valores de moralidade e probidade na política. É uma opção legislativa legítima que foi feita pelo Congresso Nacional", afirmou Lewandowski.
Cezar Peluso, Celso de Mello, Dias Toffoli e Gilmar Mendes votaram contra a constitucionalidade da lei.
A Lei da Ficha Limpa, de 2010, é de iniciativa popular e foi apresentada ao Congresso após a assinatura de mais de 1,3 milhão de eleitores.
Editoria de Arte/Folhapress
POSTADO PELO PROFESSOR FERNANDO

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Judaismo Chassídico


Cidade francesa projeta parque temático sobre Napoleão

O prefeito de Montereau-Fault-Yonne, Yves Jégo, pretende construir um parque temático em homenagem a Napoleão para estimular o turismo na cidade, situada cerca de 50 quilômetros ao sudeste de Paris, aproveitando que nesse local aconteceu uma das últimas batalhas do imperador francês.
O projeto, que deve ser apresentado oficialmente no próximo sábado, foi antecipado por Jégo, que em declarações publicadas neste domingo pelo "Le Journal du Dimanche", destacou que seu objetivo é atrair turistas "estrangeiros".
"A história de Napoleão vende muito no exterior, principalmente na China. No entanto, a França não fez nada pelo seu herói nacional", disse o político.
Inicialmente, sua intenção era "gerar empregos e modificar a imagem" da cidade, apoiando-se no que considera como seu "ponto forte", Napoleão, que em 1814 venceu os austríacos em Montereau, uma de suas últimas vitórias meses antes de ser obrigado a deixar o poder.
Ilustrada - 28.jan.98
Napoleão Bonaparte em detalhe do quadro "18 Brumário"; imperador pode ter parque temático na França
Napoleão Bonaparte em detalhe do quadro "18 Brumário"; imperador pode ter parque temático na França
O espaço, no qual deverão ser investidos de 200 a 250 milhões de euros, terá parque temático, hotéis e centro de conferências, tudo aproveitando a proximidade de rodovias e de uma linha de trem de alta velocidade onde poderá ser construída uma estação.
"O projeto tem que ser suficientemente lúdico para ser atrativo e sério para ser cultural", disse o prefeito, que o resumiu em quatro dimensões: "histórico, digital, lúdico, ecológico".
O local abrigará reconstruções históricas de batalhas, espetáculos digitais em três 3D, atrações para as crianças, uma pequena estação de esqui, aquário e parque ecológico.
"Queremos inventar um parque do século 21 onde a cultura e o lazer possam caminhar juntos", destacou o prefeito, que afirmou que seus primeiros contatos com possíveis investidores foram "excelentes", e que pensa se reunir com instituições interessadas na França, além do Brasil, Qatar e Índia.
A iniciativa permitiria a criação de 1,5 mil a 2 mil empregos, entre diretos e indiretos, pela visita de 1,5 milhão a 2 milhões de turistas anuais.
Jégo espera que as obras possam começar em fevereiro de 2014 para que o parque seja inaugurado no fim de 2017 ou início de 2018.
POSTADO PELO PROFESSOR FERNANDO

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Projeto Lembrar - Holocausto Pt. 5


MUNDO

Grécia aprova projeto de lei que compromete país com reformas

 
Bomba explode próximo aos policiais durante protestos na Grécia

Vinícius Neder, O Globo
O governo grego aprovou nesta sexta-feira o esboço de um projeto de lei comprometendo o país com as reformas exigidas pela União Europeia (UE) e o Fundo Monetário Internacional (FMI) em troca de um novo pacote de ajuda de € 130 bilhões que o país precisa para evitar um catastrófico calote, disseram autoridades do governo.
— Foi aprovado — disse um ministro que participou da reunião no gabinete.
O projeto está previsto para ser votado no Parlamento no domingo, o que deixaria a Grécia um passo mais perto de obter o empréstimo.
Trabalhadores gregos entraram em greve contra os cortes de gastos e a redução do salário mínimo, impostos pelas chamadas medidas de austeridade, nesta sexta-feira.
Foram ancorados navios e o transporte público ficou paralisado, horas após ministros das Finanças da zona do euro dizerem que Atenas precisa executar mais cortes de gastos para convencê-los a liberar um novo empréstimo de € 130 bilhões, no segundo pacote de resgate do país.
A UE e o FMI estão irritados com uma série de promessas descumpridas por Atenas

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012


Veja luzes da Aurora Boreal sobre a Terra em foto da ISS


Uma imagem capturada a partir de um vídeo produzido pela tripulação da ISS (Estação Espacial Internacional) registrou uma enorme área iluminada em verde que corresponde à Aurora Boreal, no hemisfério Norte da Terra.
A Nasa (agência espacial americana) divulgou a foto nesta quarta-feira.
A região em close engloba os limites da Colúmbia Britânica (Canadá) e o Estado de Washington, perto da ilha de Vancouver, e o sul de Alberta, perto de Calgary.
Nasa/France Presse
Tripulação da ISS gravou luzes da Aurora Boreal (em verde); a foto foi divulgada nesta quarta-feira pela Nasa
Tripulação da ISS gravou luzes da Aurora Boreal (em verde); a foto foi divulgada nesta

Postado pelo professor Fernando

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012


Onde está a insegurança e a segurança no Brasil 





Jornal do BrasilLeonardo Boff    
No Brasil não há crise de segurança para o sistema do capital, para as finanças, para os bancos, para os credores da dívida pública, para os poderosos que se cercam de seguranças privados.
Mas não há segurança para aqueles que são responsáveis pela segurança pública: os policiais militares. Pelo fato de não terem a segurança de um salário decente, de condições de trabalho adequadas e de trato digno por parte do poder público, se rebelam como aconteceu neste ano no Ceará e agora na Bahia.  Com os humilhantessalários que recebem, pouco mais de dois mínimos, que segurança podem dar a suas famílias que tem que pagar aluguel, escola, transporte, luz, água e alimentação?
A responsabilidade maior pela insegurança pública que se instalou em razão da greve dos policiais militares, com assassinatos e depredações, deve ser tributada principalmente ao poder público, que não soube ouvir e dialogar de verdade e não retoricamente, antecipando-se aos fatos lamentáveis.
Que diálogo e negociação são  possíveis e críveis quando se responde com a arma da violência, pondo militares contra militares? É uma estratégia da ignorância política e da prepotência, totalmente ineficaz porque agrava ainda mais o problema em vez de encaminhar uma solução. Por que não se aprova a PEC 300? Os governos federal e os estaduais se uniram para protelá-la e esvaziá-la. 
Usem os 60 bilhões de reais, subtraídos do orçamento, para aumentar os salários deles, ao invés de dar segurança aos credores. O que conta mais, as pessoas ou os dinheiros ricos epulões? Esse dinheiro do povo é para servir ao povo, garantindo-lhe segurança confiável e respeitosa. Seguindo esta indicação do bom-senso, se acabam as rebeliões e os policiais terão a paz e o sossego necessários para desempenhar com sentido público e com honradez a sua alta e arriscada missão.
* Ecoteólogo e escritor


Postado pelo professor Fernando

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012


Professor Fernando

Professor Fernando
17/01/12  16h37m

A antiga Câmara dos vereadores e a Academia de Letras

A Antropologia nos ensina que a maior preciosidade de uma civilização é o povo, a gente que a constitui. O povo é a maior referência de uma nação, de um estado, de um município. E o que caracteriza o povo de determinado lugar, diferenciando-o de outros, é sua identidade.  Essa identidade está presente na língua que esse povo fala, no seu sotaque, na sua cultura  no modo como esse povo vive, seus valores, suas crenças, seus mitos; nas suas múltiplas manifestações artísticas e folclóricas e no seu passado, que é a sua  História.
Uma academia de letras existe para isto: para cuidar e difundir o conjunto desse valioso patrimônio que constitui a identidade de um povo, fazendo-se sua guardiã. Como guardiã, sobretudo da língua, cabe-lhe cultivar e revelar o seu lado mais belo, que é a literatura: seja no que concerne à poesia e à prosa literária, nos diversos gêneros, seja no que concerne à narrativa histórica e a outras áreas do conhecimento humano.  Enfim, a importância de uma academia de letras em lugares que valorizam a Educação e a Cultura é inquestionável. Infelizmente isso não se aplica ao estado de Rondônia.
A academia de Letras de Paulo Afonso completou 10 anos de existência. Fundada por uma plêiade de intelectuais, vem, a duras penas, tentando consolidar sua importância numa cidade, há algum tempo, caracterizado pela descontinuidade das ações por parte das autoridades constituídas, fato certamente relacionado à diversidade da população  "alagoanos, baianos, pernambucanos e sergipanos. Entre essas pessoas há aquelas que respeitam ou aderem às nossas causas, contribuem para o engrandecimento de nossas instituições sem desmerecê-las.
A despeito da descrença, nossa Academia de Letras continua sua luta. Quando da mudança de governo, Caíres para Anilton, renovaram-se os ânimos: quem sabe desta vez não nos restituem o prédio da antiga Câmara Municipal de Paulo Afonso, na Avenida Getúlio Vargas ? Finalmente, depois de várias reuniões, comitivas de acadêmicos às autoridades e uma sequência interminável de ofícios, para não esquecerem sua condição de sem- teto, a ALPA (Academia de Letras de Paulo Afonso), recebe a notícia do Prefeito Anilton Bastos que terá seu espaço garantido para funcionar, junto com o IGHMASPA (Instituto Geográfico-Histórico de Paulo Afonso), vitória de todos os paulafonsinos e paulafonsinas que militam na causa da cultura de nosso Município.
Deixo para reflexão dos leitores esta frase do célebre brasileiro Rui Barbosa: "Maior que a tristeza de não haver vencido é a tristeza de não ter lutado."

Postado pelo professor Fernando