Google+ Badge

sábado, 10 de setembro de 2011

Ouro e platina foram trazidos à Terra por meteoritos, afirmam cientistas Análise de rochas fornece evidências de que chuva extraterrestre foi responsável pelo acúmulo de metais preciosos Análise de rochas sugere que bombardeio de meteoritos é responsável pelas reservas de metais preciosos na Terra (Thinkstock) Análises de antigas rochas forneceram evidências de que as reservas terrestres de metais preciosos, como o ouro e a platina, vieram do espaço. Segundo pesquisadores da Universidade de Bristol, na Inglaterra, responsáveis pelo trabalho, esses materiais são resultado de um bombardeio de meteoritos que começou a atingir a Terra mais de 200 milhões de anos depois de sua formação. Um artigo sobre o estudo foi publicado no periódico científico Nature. Sabe-se que o núcleo terrestre foi formado por ferro fundido, capaz de arrastar com ele metais preciosos. Assim, as camadas mais externas deveriam estar hoje livres desses materiais. Mas não é isso o que ocorre: o manto, camada abaixo da superfície, exibe abundantes quantidades de ouro, por exemplo. A única explicação para isso seria uma posterior chuva de meteoritos. Com o objetivo de testar a ideia, os pesquisadores analisaram rochas de quase quatro bilhões de anos, coletadas na Groenlândia. Ao comparar a composição do tungstênio em antigas rochas com a de rochas modernas, a equipe encontrou uma assinatura química que distinguia os materiais. Segundo os cientistas, isso embasaria a tese de que a Terra foi atingida por uma chuva de meteoros que durou centenas de milhões de anos. "Nosso trabalho mostra que a maioria dos metais preciosos nos quais as nossas economias e muitos processos industriais fundamentais se baseiam foi adicionada ao nosso planeta por sorte, quando a Terra foi atingida por cerca de 20 bilhões de toneladas de material espacial", afirma Matthias Willbold, um dos pesquisadores responsáveis pelo trabalho.