Google+ Badge

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Nelson Mandela


Mandela está 'muito doente', mas não corre risco de morte



O primeiro presidente negro da África do Sul, Nelson Mandela, está "muito doente", mas sua vida "não corre perigo", disse uma fonte ligada a ele à agência de notícias France Presse. Os sul-africanos ficaram em pânico na noite desta quarta-feira quando o ícone da luta contra o apartheid foi hospitalizado. Mandela, 92, foi fazer exames de rotina.
Gianluigi Guercia/AFP
Primeiro presidente negro da África do Sul, Nelson Mandela, está "muito doente"
Primeiro presidente negro da África do Sul, Nelson Mandela, está "muito doente", mas não corre risco de morte

O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, afirmou que a internação do ex-presidente sul-africano e vencedor do Prêmio Nobel da Paz Nelson Mandela é algo "normal" devido à sua idade avançada. "Acredito que a idade de Mandela obrigue que ele vá ao hospital para fazer revisões médicas", afirmou ao ser perguntado na Suíça onde participa do Fórum de Davos.
Mandela foi internado em um hospital de Johannesburgo. Apesar das declarações de sua fundação de que são apenas exames comuns, o programa Talk Radio 702 afirma que ele foi se consultar com um pneumatologista.
PEDIDO DO GOVERNO
A Presidência da África do Sul pediu "calma" aos meios de comunicação nesta quinta-feira diante da internação do ex-presidente e prêmio Nobel da Paz Nelson Mandela e solicitou respeito a ele e sua família.
Mandela "está com bom aspecto após ter sido examinado por uma boa equipe de médicos especialistas", indicou um comunicado divulgado pela Presidência.
"Diante das notícias de que jornalistas acamparam fora do hospital", se pede que cuidem "da dignidade e do respeito a que (Mandela) tem direito como primeiro presidente democrático do país, herói nacional e também como cidadão", diz o comunicado.
"A imprensa deve equilibrar a busca de informações com uma atuação dentro dos limites do respeito humano", enfatiza a nota, que aponta que "os médicos também precisam fazer seu trabalho sem pressões indevidas".

Nenhum comentário:

Postar um comentário